Dicas para proteger-se do frio

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o aquecimento global não vai significar apenas mais calor, mas sim mudanças bruscas de temperatura e inclusive frio intenso eventualmente. Este ano parece que teremos um inverno particularmente frio. Como bem sabemos isso é sempre sinônimo de gripes, resfriados e outros problemas respiratórios. Vale a pena relembrar alguma dicas para se proteger do frio para não adoecer toda hora.

O primeiro ponto é se agasalhar adequadamente. Estamos tão desacostumados com o frio que numa falta de atenção podemos sair de casa mal agasalhados e acabar sendo surpreendidos por uma mudança de tempo brusca. As crianças e idosos são mais vulneráveis à falta de agasalho, por isso é preciso cuidado redobrado com eles. Um cachecol protegendo o pescoço é importante, na visão da medicina chinesa, já que aí se situam os pontos onde ela acredita que o frio penetra no organismo.

Outro cuidado, também prazeroso, é tomar com frequência bebidas quentes. Uma xícara de chá ou café quente vem bem a calhar nos dias frios. Algumas ervas que podem ser colocadas nos chás são chamadas de “amornantes” pela medicina chinesa e ayurveda. Isso significa que elas podem proteger contra as doenças causadas pelo frio. A canela, o gengibre, a erva doce e a pimenta do reino são algumas das plantas comuns que exibem essas características.

Algumas modificações na alimentação são recomendadas pelas medicinas tradicionais. Deve-se evitar as saladas e outros alimentos frios como sorvetes. No seu lugar podemos colocar uma entrada quente como uma sopa e outros alimentos previamente aquecidos. As medicinas tradicionais ainda recomendam evitar excesso de alimentos de natureza “refrescante” como laticínios.

Existem algumas plantas medicinais que estimulam a imunidade e podem reduzir a chance de contrair um resfriado. Entre essas plantas a mais estudada é a equinácea (Echinacea purpúrea ou E. pallida).que era usada pelos índios norte-americanos no tratamento de infecções. Apesar de haver algumas divergências e alguns trabalhos científicos que não mostraram resultados, em outros sete estudos clínicos a equinácea demonstrou ser ativa contra infecções, incluindo resfriados.

Há uma medida convencional que ajuda muito que é a vacinação. Pessoas idosas (acima do 60 anos) ou aqueles que costumam ter gripes frequentes devem se vacinar contra gripe. A vacina contra gripe cobre apenas um tipo de vírus chamado de influenza. Entretanto esse é o vírus que causa as gripes mais severas. Existe também uma vacina contra o pneumococo, uma bactéria que causa pneumonia, recomendável para pessoas com problemas pulmonares crônicos, com doenças que enfraquecem a imunidade, ou que tiveram pneumonias de repetição.

 

Fonte: uol.com

Posts Recentes